Em 1973 com a missão de oferecer assistência às crianças de baixa renda, ou ate mesmo de nenhuma renda o Padre Henrique Helsloot de nacionalidade Holandesa inicia-se sua vida missionária no Brasil. Nessa época havia um índice alto de mortalidade infantil por desnutrição na região onde a mesma era conhecida o RAMAL DA FOME, o mesmo executava uma ação missionária de cunho leigo, e cada dia a procura pelos serviços oferecidos ganhavam grande proporções.

Em 1975 nasce juridicamente o Centro de Assistência Social, dentro da propriedade do Padre Henrique Helsloot, onde o mesmo com recursos próprios e ajuda de seu País de origem construíram seu primeiro prédio chamado “Aldeia Infantil”, onde as crianças de que eram recebidas permaneciam ali por cinco dias semanais durante o dia e a noite, recebendo seus devidos cuidados pelos monitores, enquanto isso os pais poderiam trabalhar e buscar seus filhos nas sextas-feiras à tarde para passarem juntos os finais de semana.

   

   

As crianças foram crescendo, a demanda e a credibilidade pelos serviços oferecidos pela entidade também, houve-se então a necessidade do segundo prédio (Pré-Escola) e com isto nascia uma preocupação, pois após completarem sete anos de idade essas crianças começariam a freqüentar a escola nos períodos da manhã ou a tarde, mas e no contra turno, após o horário da  escola onde ficariam?

      

Foi então construído o terceiro prédio com   salas de atividades, cozinha, banheiros, refeitório, playground, uma sala de administração, campo de futebol e um amplo jardim. Nesse período a entidade gerenciou o  atendimento a 520 crianças e adolescentes na responsabilidade do Presidente e Fundador Padre Henrique.